sábado, 19 de abril de 2014

Uma Poesia sobre a Ressurreição de Cristo


“VIDA PELA  MANHÃ!”

Manhã radiosa!
O primeiro clarão
da aurora silente
prenuncia, gloriosa
e triunfalmente,
as novas que virão...

Manhã radiosa!
As mulheres,
deixando seus misteres,
caminham apressadas,
a buscar, desanimadas,
a tumba onde o corpo do Senhor
fora posto.
Elas levam no rosto
estampada a aflição,
pois a pedra do túmulo
lhes causa horror.
Carregam ungüentos
e especiarias diversas
mas, naqueles  momentos,
elas estão imersas
em profunda agitação.
“A pedra, naquele dia,
para elas, quem removeria?”

Manhã radiosa!
Ao sepulcro chegando
percebem, surpresas,
que a pedra já fora removida!
A turma de mulheres
fica, então, medrosa,
pois um varão de roupa embranquecida,
como luzes acesas,
com elas falou...

Manhã radiosa!
Já o sol sobre o monte
desperta no horizonte...
E o moço assentado
lhes diz: - “o crucificado
que buscais hoje aqui
ressuscitou. Vede ali
o lugar em que fora colocado”.
Jesus não está na sepultura.
Seu corpo não jaz na pedra dura.
O Senhor é mais forte
que o poder da própria morte...”

Manhã radiosa!
A brisa que perpassa ligeira
parece cantar  a alvissareira
notícia da ressurreição.
E o anjo acrescentou, então:
“Ide dizer à companhia
dos discípulos que, na sala fria
ocultos  estão,com medo dos judeus:
- “Irmãos, hoje é dia de alegria,
pois Cristo, o Filho de Deus,
nesta manhã radiante,
ressurgiu e vai adiante,
para encontrar-se com os seus...”

Manhã radiosa
a ressurreição será para os crentes,
que sempre recordam, contentes,
de todas a nova mais terna:
Havendo Cristo ressurgido,
a  nós tem garantido
salvação e vida eterna!

Autor: Thiago Rocha – Do seu livro: “Águas de Descanso”
“VIDA CRISTÔ   -  2º Trim. 1977

Nenhum comentário:

Postar um comentário

window.setTimeout(function() { document.body.className = document.body.className.replace('loading', ''); }, 10);